Como é feito o teste de intolerância a lactose?

Você sabia que existem métodos diferentes para diagnosticar a intolerância à lactose? Descubra agora como é feito o teste de intolerância a lactose.

A intolerância à lactose acontece quando o organismo produz pouca ou nenhuma lactasse, a enzima que é responsável por quebrar as moléculas do açúcar do leite para que ele possa ser absorvido da forma adequada pelo organismo.

Quando isso não acontece, essas moléculas chegam inteiras ao intestino e são fermentadas pelas bactérias. Esse processo gera sintomas gastrointestinais incômodos e, muitas vezes, constrangedores para o paciente, como cólicas, diarreia e gases.

Existem exames que são realizados para diagnosticar a intolerância à lactose, e neste post vamos explicar para você de que maneira essa investigação é feita. Continue lendo para conferir:

Para que serve o teste de intolerância à lactose

O objetivo dos testes de intolerância à lactose é entender de que maneira o organismo da pessoa reage ao contato com esse açúcar. Para isso, são feitas medições da glicemia do paciente, uma análise da acidez das fezes ou da concentração de hidrogênio na respiração.

Dessa forma, o gastroenterologista pode avaliar se o paciente de fato é intolerante à lactose e também definir o seu grau de intolerância. Afinal, algumas pessoas produzem pouca lactose e outras não produzem essa enzima. Esse diagnóstico ajuda a nortear da melhor forma o tratamento.

Como é realizado o exame de intolerância a lactose

Após desconfiar dos sintomas, é preciso procurar um médico para que avalie o seu caso e prescreva o exame. Na realidade, existem três tipos de exames que podem diagnosticar a intolerância:

Teste respiratório: onde se leva em conta a quantidade de hidrogênio que é expirado após o paciente ingerir certa quantidade de lactose;

Teste de acidez nas fezes: considera-se o nível de acidez após o paciente consumir produtos com lactose;

Teste sanguíneo: o paciente recebe em jejum uma dose alta de lactose, depois de passados alguns minutos são colhidas (3 amostras em minutos diferentes) de sangue para avaliar os níveis de glicose.

Este último teste, que é o sanguíneo, é realizado em nossas unidades. Baseia-se na medição da glicose: em pacientes que não possuem a intolerância é normal que haja um aumento da glicemia em 20mg/dL ou mais. Geralmente, considera-se positivo para a intolerância níveis inferiores a 20mg/dL (esse valor pode ser variável) em todas as 3 amostras de sangue colhidas.

fonte: https://saude.abril.com.br/alimentacao/o-que-e-intolerancia-a-lactose-sintomas-diagnostico-e-tratamento/

Aqui no Laboratório Carlos Chagas você pode contar com conforto e agilidade na hora de fazer o seu exame.

Outros artigos interessantes

Exame RT-PCR

Exame RT-PCR

Você com certeza conhece alguém ou já precisou fazer um teste para detectar o COVID-19, mas você sabia que existe um...

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Entre em Contato

carloschagas@carloschagasaraxa.com.br

Instagram
@carloschagas.araxa

Instituto de Patologia Carlos Chagas
Rua Capitão José Porfírio, 251 . Centro - Araxá-MG
(34) 3661-2899

Posto de Coleta Cardioclínica
Rua Antônio Alves da Costa, 65 . São Pedro - Araxá – MG
(34) 3662-2240

Posto de Coleta Emiliana Alves de Rezende
Av. Geraldo Tomaz de Aquino, 228 . Tapira – MG
(34)3633-1441

Posto de Coleta Santo Antônio
Av. Wilson Borges,755 . Santo Antônio - Araxá – MG
(34)3662-9515

Urgência 24 Horas: (34) 98826-1999

Horário de Funcionamento

Segunda à Sexta:
06:00 às 18:00h

Sábados
07:00 às 12:00h

Localização

Compartilhe!