O que é o exame de rastreamento?

Você alguma vez já se deparou com o termo “exame de rastreio” ou “exames de rastreamento”, ou ainda exame de “screening”?

Os exames de rastreamento servem como triagem para determinadas doenças e têm um caráter preventivo. Estes exames são o que chamamos de prevenção secundária. Ou seja, detectam determinadas patologias ou alterações em seu estágio inicial, antes de o indivíduo apresentar sinais ou sintomas. Ou seja, é possível realizar um exame de rastreamento de câncer, um exame de rastreamento genético, exame de rastreamento de ovulação, entre outros tipos. 

O objetivo do rastreamento de doenças é justamente a detecção precoce. Sendo assim, é possível iniciar um tratamento efetivo e com grande chance de cura ou controle da doença no seu estágio inicial.

É importante esclarecer que exames de rastreamento não são diagnósticos. O seu propósito é detectar alterações que, uma vez presentes, serão necessários exames adicionais para o diagnóstico de certeza da doença. Um exame clássico é a mamografia.

A mamografia é um exemplo de exame de rastreamento. Quando é detectada alguma alteração nela, como por exemplo um nódulo, exames adicionais como ultrassonografia e biópsia de mama irão determinar se aquela alteração trata-se de um cisto, de um nódulo benigno ou maligno.

Quem faz exames de rastreamento

Exames de rastreamento são realizados em pacientes que apresentam maior probabilidade de ser afetado por determinada doença e que se beneficiará da descoberta precoce desta doença. Vários fatores são levados em consideração ao escolher quais pacientes devem ser submetidos a eles. Portanto, entre estes podemos citar idade, sexo e história familiar.

  • SEXO: os homens não correm risco de câncer de colo uterino, pois não possuem útero. Desta forma, não se beneficiam de exame de rastreamento para câncer de colo uterino. Da mesma forma exames de rastreamento para câncer de próstata não são feitos em mulheres.
  • IDADE: mulheres sem fatores de risco com idade abaixo de 40 anos não apresentam risco para câncer de mama que justifique realização de mamografia para rastreio. É por isso que o rastreamento de câncer de mama se inicia aos 40 anos.
  • HISTÓRIA FAMILIAR: mulheres com parentes de primeiro grau que tiveram câncer de mama apresentam maior risco de desenvolver este tipo de câncer, desta forma, neste grupo específico, o rastreamento deve se iniciar antes dos 40 anos.

Exemplos de exames de rastreio 

Veja abaixo alguns exemplos de exames de rastreamento e quem se beneficia deles:   

  • MAMOGRAFIA: O câncer de mama é um dos mais prevalentes nas mulheres. Portanto, a sua detecção precoce permite que as mulheres tenham uma sobrevida próximo a 90% nos cinco anos seguintes. A mamografia tem o objetivo de detectar precocemente as alterações mamárias que possam estar relacionadas a um câncer. Permitindo uma busca ativa por um diagnóstico de câncer e a realização de um tratamento e com grandes chances de cura. Desta forma, a mamografia é realizada em mulheres assintomáticas, em uma faixa etária em que haja um balanço favorável entre benefícios e riscos da realização deste exame. No Brasil, a Sociedade Brasileira de Mastologia e o Colégio Brasileiro de Radiologia recomendam a realização anual de mamografia para mulheres a partir dos 40 anos como exame de rastreamento para câncer de mama, visando seu diagnóstico precoce e reduzindo a mortalidade por este câncer.
  • PAPANICOLAU: também conhecido como citologia cervical, é um exame onde são coletadas células do colo uterino. O exame visa detectar alterações que possam estar relacionadas a câncer de colo uterino. As mulheres que se beneficiam deste tipo de exame preventivo são aquelas com idade entre 25 e 64 anos e que já iniciaram atividade sexual. É importante salientar que a faixa etária não significa impossibilidade de realização do exame em mulheres jovens ou velhas. Uma anamnese adequada irá reconhecer fatores de risco potenciais que possam indicar o rastreamento nestas outras mulheres.

Enfim, é muito importante saber quais são os exames de rastreamento e os benefícios de sua realização. Mamografia para mulheres acima de 40 anos, papanicolau para mulheres entre 25 e 64 anos com vida sexual iniciada, exames de HIV e hepatites virais para doadores de sangue; todos são exemplos de exames de rastreamento pois são muitos os benefícios da detecção precoce de uma alteração que permitem um tratamento e intervenção efetivos.

 Interessante não é mesmo? Continue acompanhando nosso blog e fique por dentro de assuntos sobre saúde!

Outros artigos interessantes

Exame RT-PCR

Exame RT-PCR

Você com certeza conhece alguém ou já precisou fazer um teste para detectar o COVID-19, mas você sabia que existe um...

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Entre em Contato

carloschagas@carloschagasaraxa.com.br

Instagram
@carloschagas.araxa

Instituto de Patologia Carlos Chagas
Rua Capitão José Porfírio, 251 . Centro - Araxá-MG
(34) 3661-2899

Posto de Coleta Cardioclínica
Rua Antônio Alves da Costa, 65 . São Pedro - Araxá – MG
(34) 3662-2240

Posto de Coleta Emiliana Alves de Rezende
Av. Geraldo Tomaz de Aquino, 228 . Tapira – MG
(34)3633-1441

Posto de Coleta Santo Antônio
Av. Wilson Borges,755 . Santo Antônio - Araxá – MG
(34)3662-9515

Urgência 24 Horas: (34) 98826-1999

Horário de Funcionamento

Segunda à Sexta:
06:00 às 18:00h

Sábados
07:00 às 12:00h

Localização

Compartilhe!